Emigrar para trabalhar na Suiça

Num passado recente foram muitos os portugueses a emigrar para a Suiça. Neste artigo encontrará informação útil sobre o que precisa saber antes de pensar em viajar para este país.

Recomenda-se que antes de decidir sobre mudar para a Suiça que se informe sobre as oportunidades de emprego e as condições de vida.

A Suiça não é Estado-membro da União Europeia (UE) mas integra, desde 2008, o Espaço Schengen, pelo que confere a cidadãos da UE diversos direitos, entre os quais:

  • Isenção de visto para estadias inferiores a três meses (apenas necessita do Bilhete de identidade ou do Cartão de Cidadão valido);
  • Tratamento igual ao concedido aos cidadãos suíços, nomeadamente no que respeita ao acesso a cuidados de saúde, ao emprego, ao vencimento, as prestações sociais e à inscrição nas escolas.

Continuar a ler

Recrutamentos em aberto para cadeias de retalho

Impulsionadoras da economia nacional e criadoras de emprego, as cadeias de retalho têm frequentemente ofertas de emprego.

São variadíssimas as vagas disponíveis, que vão desde operadores de caixa, assistentes de pós-venda, responsável de loja, entre outros…

Mesmo que inicie a carreira numa função de 1ª linha, há reais possibilidades de progressão tendo em conta a dimensão destes empregadores.

Continuar a ler

Recrutamento de estrangeiros em festivais de música

Centros internacionais de serviços partilhados precisam de pessoas que falem línguas. Portugueses já não chegam para as necessidades

Com a instalação em Portugal de cada vez mais centros internacionais de serviços partilhados e call centers, as empresas de recrutamento procuram pessoas que saibam falar várias línguas, para satisfazer os pedidos dos clientes. Mas começam a faltar recursos nacionais para as necessidades existentes. E quando não há cá dentro, é preciso ir buscar lá fora.

A Adecco, multinacional de recrutamento, avança que, desde 2016 até ao momento, os estrangeiros representam 7% do número total de trabalhadores colocados pela empresa, o que corresponde a uma subida de 2% face a 2015.

“O que temos vindo a verificar nos últimos dois anos é um aumento substancial de pedidos de recrutamento para perfis linguísticos, o que na maioria das vezes representa a necessidade de contratação de colaboradores estrangeiros”, afirma Vânia Borges, responsável de Recursos Humanos e Serviço da área de Trabalho Temporário da Adecco Portugal. Continuar a ler

Estrangeiros Residentes em Lisboa

Cada vez mais o negócio de contact centre multi-lingual cresce em Portugal, muito em parte devido aos excelentes recursos que temos disponíveis: mão-de-obra qualificada, elevada fluência em línguas estrangeiras e sem sotaque, salários mais baixos comparados com país de origem, clima e país excelente para atrair nativos.

Sabemos que existem inúmeras multinacionais em Lisboa cujo principal actividade é oferecer serviços de terceirização de processos de negócios (BPO) ou disponibilização de centros de serviços partilhados (SSC), recorrendo a estrangeiros ou emigrantes com excelentes níveis linguísticos.

Mas, qual a capacidade por exemplo da capital de Portugal para alimentar estas operações com comunicadores fluentes ao nível de nativo? Quantos estrangeiros residem no distrito de Lisboa?

Para responder a esta questão, teremos de nos socorrer das estatísticas disponibilizadas pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), onde é indicado que no final de 2014, o TOP 30 de nacionalidades residentes em Lisboa era o seguinte: Continuar a ler

Calculadora de Custos do Trabalho Temporário

Já pensou em contratar os serviços de uma empresa de Trabalho Temporário (ETT), mas gostaria de ter uma noção dos valores cobrados por este serviço?

Ou, simplesmente quer saber com exactidão a margem de lucro que a agência com a qual trabalha lhe está a cobrar?

Através da calculadora abaixo é possível verificar as obrigações legais associadas a um contrato de trabalho temporário em que consegue facilmente apurar a margem comercial facturada pela empresa de recrutamento.

Calculadora de Trabalho Temporário

Trabalho Temporário

Tabela com Componentes Integrantes do cômputo do custo do Trabalho Temporário

Código de Trabalho (Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro)

 

Os preços finais do negócio a praticar pelas empresas de trabalho temporário, sob pena de estas e as utilizadoras se envolverem em ilegalidades muito graves, dumping social e concorrência desleal, devem respeitar o somatório de todos os custos abaixo descritos:

 

Continuar a ler