Pós-Venda: Call Center da Mercedes recruta

Inaugurado no dia 1 de Julho de 2016, o call center da Mercedes-Benz, localizado nas suas instalações em Sintra, pretende prestar apoio técnico aos serviço pós-venda a nível nacional e europeu.

O serviço denomina-se “Network Assistence Center (NAC) e é um “intelligence center” que irá prestar suporte técnico e de processos pós-venda (after sales) à rede de oficinas a nível Europeu, a partir de Portugal.

Call Center Pós-Venda da Mercedes

Pós-Venda da Mercedes

O NAC iniciou operação com uma equipa para prestar apoio ao mercado Italiano. Entretanto, o plano para início do ano é de alargamento aos mercados Francês, Espanhol e Português, estimando-se cobrir um total de 15 países europeus até final de 2017.

A implementação do NAC na região Europa, permitirá centralizar e harmonizar o primeiro nível de suporte à rede europeia de Oficinas Autorizadas de Veículos Ligeiros de Passageiros Mercedes-Benz e smart, no âmbito dos diferentes processos de pós-Venda, gerando sinergias e eficiências entre os diferentes mercados que permitirão otimizar o número de contactos efetuados pela rede junto dos especialistas nos diferentes mercados. Continuar a ler

Divisão da Xerox concluída: Conduente já é oficial

Divisão da Xerox concluída

Divisão da Xerox feita. Nasce a Conduent

A Xerox anunciou ontem (03/01/2017) que concluiu a sua divisão da Conduent Incorporated, criando duas empresas líderes de mercado, com ações negociadas publicamente, nos Estados Unidos.

“Hoje é um dia histórico para a Xerox. O sucesso da conclusão da divisão reforça o nosso foco de mercado e o compromisso com nossos clientes “, disse o CEO da Xerox, Jeff Jacobson. “Estou confiante de que as ações transformadoras que estamos implementando posicionam a Xerox para continuar trilhando o sucesso no longo prazo, gerando também valor para os acionistas.”

Os membros da equipa de liderança executiva da empresa, funcionários e clientes celebraram esse marco ao tocarem o sino de abertura na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE). Continuar a ler

Estatísticas do Salário Mínimo na União Europeia

Muito se tem falado sobre o salário mínimo nacional (SMN), mas o que parece passar despercebido é que este vencimento é o 13º da lista dos 28 países utilizados na comparação feita pelo Eurostat. Deste lote de países fazem parte; os Candidatos à União Europeia (5), Estados-Membros da UE (28) e Estados Unidos.

Geralmente, o salário mínimo nacional aplica-se a todos os trabalhadores ou, pelo menos, a uma grande maioria dos trabalhadores de um país. O salário mínimo nacional é aplicado por lei, frequentemente após consulta com os parceiros sociais, ou diretamente por acordo intersetorial nacional.

Os salários mínimos dos Estados-Membros da UE variavam entre 215 EUR e 1 923 EUR por mês em janeiro de 2016.

Os salários mínimos são normalmente apresentados sob a forma de valor de salário mensal em montantes brutos, isto é, antes da dedução do imposto sobre o rendimento e das contribuições para a segurança social. Essas deduções variam de país para país. Continuar a ler

Parceria Altice/Randstad emprega 1400 pessoas

Randstad “dobra” projecto Altice com 12 call centers

A meio do plano para três anos, a dona da PT integra já perto de 1.400 pessoas nos centros de contacto montados pela empresa de recursos humanos e espalhados sobretudo pelo Norte, que prestam assistência a clientes franceses da operadora Altice.

Em ano e meio, a sucursal portuguesa da Randstad montou 12 call centers para a Altice, que desenhou um plano a três anos, iniciado em Maio de 2015, que previa a criação de quatro mil postos de trabalho em Portugal. Cumprido que está metade desse prazo, estes centros para a assistência aos clientes franceses empregam cerca de 1.400 pessoas, sobretudo na região Norte.

O balanço é feito ao Negócios pelo presidente da empresa de recursos humanos a quem a operadora de telecomunicações que comprou a PT – e que já era cliente através da Cabovisão – entregou o “outsourcing” completo destes projectos. O primeiro call center abriu em Vieira do Minho; em Novembro assinou o protocolo mais recente, em Vila Real, onde as primeiras turmas de 24 pessoas estão em formação e vão iniciar a operação até ao final do ano. Continuar a ler

Ranking Melhores Empresas para Trabalhar 2016

A revista Exame publica anualmente um ranking das melhores empresas para trabalhar em Portugal. Esta é uma iniciativa feita em parceira com a consultora Everis e a AESE Business School.

O ranking é feito com base numa análise multidimensional que conjuga a aferição do índice global de satisfação do colaborador com o grau de atuação responsável da empresa perante a sociedade.

Ranking das Melhores Empresas para Trabalhar 2016

Ranking Melhores Empresas para Trabalhar 2016

Pretende-se assim mais do que identificar uma boa empresa para trabalhar, reconhecer boas empresas para as pessoas e para a sociedade.

A edição de 2016 contou com um universo de 42500 colaboradores, espalhados por várias zonas do país. Com base na análise dos dados recebidos, foram eleitas as 100 Melhores Empresas para Trabalhar, com especial destaque para as 25 melhores.

 

 

 

 

Continuar a ler